Meta-Análise

Sexta-feira
22 de Agosto
  • Entrar
  • Registrar-se
    Registrar-se
    *
    *
    *
    *
    *
    Fields marked with an asterisk (*) are required.
    Captcha plugin for Joomla from Outsource Online
     

Preencha o cadastro abaixo para efetuar os downloads gratuitos dos White Papers da Oracle

* *
*
* * * É cliente Oracle? *
*
*
*
*
*
*
* Campos de preenchimento obrigatório.

Política de privacidade: Estou ciente que os dados informados neste formulário são de uso exclusivo da Oracle e que serão mantidos em sigilo absoluto e não serão repassados a terceiros. Também estou ciente que a Oracle poderá entrar em contato comigo futuramente.

Selecione os arquivos que você quer baixar.
Selecionar todos :: Remover Seleção

Baixar Selecionados

Preencha o cadastro abaixo para efetuar os downloads gratuitos dos White Papers da Oracle

* *
*
*
*
*
*
*
*
*
* Campos de preenchimento obrigatório.

Política de privacidade: Estou ciente que os dados informados neste formulário são de uso exclusivo da Oracle e que serão mantidos em sigilo absoluto e não serão repassados a terceiros. Também estou ciente que a Oracle poderá entrar em contato comigo futuramente.

Selecione os arquivos que você quer baixar.
Selecionar todos :: Remover Seleção
Baixar Selecionados













Baixar Selecionados

Home Estratégias CookieWeb aumenta vendas de marcas pelo Facebook

CookieWeb aumenta vendas de marcas pelo Facebook

Imprimir

Taxa de conversão do Facebook Ads foi 300% acima de outras mídias nas campanhas gerenciada pela agencia digital.

A agência CookieWeb, especializada em ações online para e-commerce, comemora os resultados de suas campanhas pelo Facebook. A agência tem conseguido alcançar até 300% a mais de taxa de conversão através do Facebook do que em qualquer outra mídia, comprovando o poder do boca a boca virtual da rede social mais popular entre os brasileiros.

As campanhas, que incluíram anúncios pagos e ações promocionais nas FanPages das marcas que atende, chegaram a triplicar o número de seguidores e aumentar de forma rápida o fluxo normal dessas lojas virtuais.

Entre esses clientes, destaca-se a indústria da moda, que vem conseguindo as maiores taxas de conversão da agência, principalmente pelo nível de segmentação das campanhas, junto com as possibilidades de engajamento permitidas pelo Facebook.

O ROI (Return on investment) das campanhas também surpreendeu, chegando a 2,5 vezes a mais que as mesmas campanhas na rede de display do Google, outro número inédito para a agência.

“Não acreditávamos em ROI no Facebook, mas isso já é realidade”, afirma Marcel Werdesheim, sócio-diretor da CookieWeb. “É claro que funciona porque unimos produto, preço e um fluxo qualificado gerado também por outras mídias como o Google e e-mail. Mas a partir de agora o Facebook será mais uma opção para marcas que buscam performance, além do engajamento entre seus clientes”, completa o executivo.

Entre as marcas atendidas com ações no Facebook vale citar Marcyn online, Aramis, Sapatos Norah, PortCasa, AutoU, Nova Flor, Cestas Michelli, Roger`s Tênis, entre outras.

 

 

Comente esta matéria


Código de segurança
Atualizar

  • Últimas Notícias

  • Mais Lidas

  • ESPECIAIS

Oracle OpenWorld Latin America 2010
Sex, 10 de Dezembro de 2010
São Paulo recebeu, nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, em São Paulo, a quarta edição do encontro de clientes, parceiros, prospects e desenvolvedores Oracle, o ‘Oracle OpenWorld Latin...
Latin America Competitive Intelligence Summit
Seg, 08 de Novembro de 2010
O Scip - Strategic and Competitive Intelligence Professional, em parceria com a IBC/Informa Group, realizou em São Paulo a segunda edição do Latin America Competitive Intelligence Summit , do dia...
Outros Especiais

Eventos

Próximos Eventos
Ver todos os eventos ...

Perfil do Negociador

Que tipo de negociador é você?

*

*

Desejo receber gratuitamente a newsletter do Portal Meta-Análise
Desejo receber o resultado do teste também por e-mail

* Campo de Preenchimento Obrigatório

1) Durante uma reunião, necessito fazer uma observação sobre um comentário de um interlocutor. Minha primeira atitude é:
Esperar o interlocutor terminar de falar e aí sim eu faço meus comentários;
Pedir uma pausa e fazer meus comentários em cima do que foi dito;
Esperar o melhor momento para fazer os meus comentários;
Fazer meus comentários prontamente;

2) Decido tudo porque tenho uma ótima capacidade de percepção e expressão:
Raramente;
Muitas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

3) O acionista principal não compareceu à reunião de apresentação do "Projeto" de sua responsabilidade. Qual a sua postura diante da ocorrência:
Tenta remarcar a reunião, entendendo que a participação dele é imprescindível;
Toca a reunião com os demais, lamentando a ausência do acionista;
Busca compreender a situação e solicita uma outra opinião antes de prosseguir;
Considera importante rever a continuidade da reunião;

4) Quando sou contrariado em alguma opinião de valor, costumo ter o seguinte comportamento:
Fico calado e não deixo transparecer para os demais que não gostei;
Procuro entender a opinião diferente e contesto com meus argumentos;
Procuro saber se mais pessoas na reunião pensam daquela maneira e aí sim coloco a minha opinião sobre o mesmo assunto;
Dificilmente sou contrariado em alguma opinião de valor;

5) Argumentos embasados na hora da negociação são fatores determinantes para o fechamento:
Raramente;
Muitas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

6) Se o interlocutor gesticula muito enquanto fala, tenho dificuldades de identificar o que está sendo dito:
Raramente;
Algumas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

7) É sua 1ª reunião com a equipe que aprovará seu Projeto. Um dos participantes demonstra total desinteresse no Projeto. Sua atitude primeira é de:
Pedir-lhe a atenção, já que é o único desinteressado;
Saber as razões do seu total desinteresse;
Convidá-lo de maneira educada a participar junto de sua equipe;
Desconsidero o desinteresse e prossigo na apresentação;

8) Demonstro entendimento sobre o que está sendo tratado através de sinais afirmativos:
Raramente;
Algumas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

9) Após uma apresentação de duas horas referente a um Projeto, não tenho certeza se todos os participantes compreenderam. Minha atitude é:
Solicitar aos participantes falarem dos tópicos para me certificar da compreensão;
Lançar algumas perguntas pertinentes ao assunto checando a compreensão;
Se ninguém tem perguntas é porque entenderam todo o Projeto;
Perguntar sobre os tópicos que considero mais difíceis de entendimento;

10) Gosto mais de Falar do que Ouvir:
Raramente;
Muitas Vezes;
Quase sempre;
Sempre;

11) Uma reunião é interrompida bruscamente, você estava expondo um Projeto de grande impacto para o negócio, como conduz:
Aproveito a interrupção e faço um momento de 'lazer';
Continuo a reunião após a interrupção sem falar no assunto;
Fico constrangido sem saber exatamente o que fazer;
Considero que meu tempo terminou;

12) Costumo me concentrar nos pontos principais da negociação e procuro anotar o que não compreendi:
Raramente;
Algumas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

13) Se alguém conversa com você e não olha diretamente nos olhos fica com a impressão que:
O interlocutor pode ser mentiroso;
Ele certamente tem medo;
Ele pode ser tímido;
Nem penso sobre isto;

14) Gosto mais de fazer perguntas do que dar respostas:
Raramente;
Muitas Vezes;
Quase Sempre;
Sempre;

15) Quando os argumentos são mais importantes que os fatos:
Nunca;
Às Vezes;
Frequentemente;
Raramente;


Alog-::- Hospedado pela Alog Data Centers do Brasil -::- Data Center -::-  Hosting -::- Colocation -::- Servidores Dedicados -::- Mapa do Site -::- Alog