Meta-Análise

Sexta-feira
31 de Outubro
  • Entrar
  • Registrar-se
    Registrar-se
    *
    *
    *
    *
    *
    Fields marked with an asterisk (*) are required.
    Captcha plugin for Joomla from Outsource Online
     

Preencha o cadastro abaixo para efetuar os downloads gratuitos dos White Papers da Oracle

* *
*
* * * É cliente Oracle? *
*
*
*
*
*
*
* Campos de preenchimento obrigatório.

Política de privacidade: Estou ciente que os dados informados neste formulário são de uso exclusivo da Oracle e que serão mantidos em sigilo absoluto e não serão repassados a terceiros. Também estou ciente que a Oracle poderá entrar em contato comigo futuramente.

Selecione os arquivos que você quer baixar.
Selecionar todos :: Remover Seleção

Baixar Selecionados

Preencha o cadastro abaixo para efetuar os downloads gratuitos dos White Papers da Oracle

* *
*
*
*
*
*
*
*
*
* Campos de preenchimento obrigatório.

Política de privacidade: Estou ciente que os dados informados neste formulário são de uso exclusivo da Oracle e que serão mantidos em sigilo absoluto e não serão repassados a terceiros. Também estou ciente que a Oracle poderá entrar em contato comigo futuramente.

Selecione os arquivos que você quer baixar.
Selecionar todos :: Remover Seleção
Baixar Selecionados













Baixar Selecionados

Home

Imagem lança solução que integra mapas às ferramentas de BI

E-mail Imprimir PDF

O produto dinamiza o filtro de informações das empresa; a meta da Imagem é alcançar 20 clientes até o fim de 2014, o que aumentará 10% em sua receita total.

A Imagem, empresa de geotecnologia (informações geográficas), acaba de lançar um produto, nomeado Location Analytics, que une a inteligência de mapas às soluções de Business Intelligence. “Você consegue levar para dentro das ferramentas de BI uma camada de mapas, e melhorar as análises e tomadas de decisão”, explica o diretor da Imagem para os mercados de negócios e telecomunicações, Paulo Simão.

A solução é ideal para utilização em departamentos de inteligência de negócios, marketing, vendas e operações das empresas, já que se caracteriza por identificar, de forma rápida e precisa, dados referentes a localização dos clientes, lojas próprias, lojas de concorrentes e rede de atendimento, relacionando estas informações com as demais informações transacionais e de comportamento disponíveis nos bancos de dados corporativos. “O cliente está vendo o mapa dentro do BI”, explica Simão.

A solução é compatível com os sistemas de BI e CRM dos fabricantes SAP, IBM Cognos, MicroStrategy, SAS, Microsoft Excel e Salesforce. “O cliente é, por exemplo, usuário Esri e usuário do BI da IBM, ele vai integrar e levar toda a informação geográfica para dentro do BI”, afirma Simão.

A Imagem é representante exclusiva, no Brasil, da Esri, empresa norte-americana de Sistemas de Informações Geográficas (GIS) que desenvolveu a solução.

Para exemplificar a utilização da Location Analytics, Simão comenta sobre uma empresa de telecomunicação: “quando eles fazem a análise de churn (processo de desligamento de cliente), sem considerar a variável geográfica, eles sabem, por exemplo, que em cada cidade eles têm mil clientes a menos por mês, só que eles não sabem se isso está concentrado em um bairro, em um quarteirão”, explica, acrescentando que essa informação que falta é muito importante, pois tem reflexo direto na campanha de marketing de reversão do churn.  “O diferencial da solução é essa união do mapa com o BI”, reforça Simão.

Público atingido

“Nossa expectativa é ampliar a capacidade de análise e respostas avançadas de nossos clientes, considerando a geografia. Queremos ao menos 20 clientes até o final de 2014”, afirma Simão, uma vez que 75% dos dados de negócios contêm um componente geográfico. “Esse índice prova o quanto a informação geográfica é fundamental para auxiliar no planejamento, análise e tomada de decisão”, complementa.

Segundo ele, o foco desse novo produto é atingir especificamente três mercados: telecomunicação e negócios, em que entram seguros, bancos e varejo; o governo; e as empresas de energia elétrica, desde geração até distribuição em massa.

Nesse último, ele comenta que a distribuição em massa de energia elétrica para os clientes será a principal  parte favorecida. “Como eles têm muitos clientes e muita informação para gerir sobre perfil de cliente - quem pagou e quem não pagou, perfil de consumo - eles usam ferramentas de BI, e a maioria das empresas de energia elétrica são usuárias Esri, são clientes da Imagem, então estamos integrando, através dessa ferramenta, esses dois usos”, detalha.

Propostas

O produto está sendo lançado oficialmente, mas Simão alerta que já há oportunidades. “Já temos projetos, em especial no segmento de energia e telecomunicação”, revela, contando que as propostas ainda estão no começo.

O preço da solução depende da quantidade e sofisticação dos módulos instalados. “Dependendo do nível de interação que o cliente quer, a gente vai aplicando funcionalidades, e quanto mais funcionalidades são habilitadas, são mais horas de configuração, o que reflete no custo”, explica.

Em um projeto mais simples, o preço mínimo varia entre R$ 80 mil e R$ 100 mil. No caso de uma integração mais sofisticada, o custo inicial é de R$ 500 mil. “Não é um custo tão expressivo quando a gente fala de tecnologia, de TI”, comenta Simão. Ele justifica alegando o ROI. “Frente ao investimento realizado, o retorno é muito grande”, assegura, justificando que por esse motivo já existem oportunidades para 2014.

Sobre o tempo estimado para o retorno do investimento, Simão explica depender da aplicação de negócio do cliente. Para o mercado de telecomunicação, a estimativa da Imagem é melhorar em torno de 10% a 15% o processo de análise dos clientes que estão deixando o serviço.

Simão comenta ainda que todo o planejamento da empresa é realizado de forma segmentada, e “a nova solução apoia algumas dessas verticais, com ferramentas completas”. As metas de vendas da Imagem em 2012 são de R$ 80 milhões. Em 2014, o número ainda não está fechado, mas Simão afirma: “acho que vamos ter em torno de 10% sobre esse faturamento, em virtude da oferta desse novo produto”.

 

 

Última atualização ( Qua, 12 de Dezembro de 2012 14:45 )  

Comentários  

 
#1 14/12/2012 16:25
Bem interessante este tipo de aplicação, utilizando o mapa dentro das ferramentas de BI...
Citação
 

Comente esta matéria


Código de segurança
Atualizar

  • Últimas Notícias

  • Mais Lidas

  • ESPECIAIS

Oracle OpenWorld Latin America 2010
Sex, 10 de Dezembro de 2010
São Paulo recebeu, nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, em São Paulo, a quarta edição do encontro de clientes, parceiros, prospects e desenvolvedores Oracle, o ‘Oracle OpenWorld Latin...
Latin America Competitive Intelligence Summit
Seg, 08 de Novembro de 2010
O Scip - Strategic and Competitive Intelligence Professional, em parceria com a IBC/Informa Group, realizou em São Paulo a segunda edição do Latin America Competitive Intelligence Summit , do dia...
Outros Especiais

Eventos

Próximos Eventos
Ver todos os eventos ...

Perfil do Negociador

Que tipo de negociador é você?

*

*

Desejo receber gratuitamente a newsletter do Portal Meta-Análise
Desejo receber o resultado do teste também por e-mail

* Campo de Preenchimento Obrigatório

1) Durante uma reunião, necessito fazer uma observação sobre um comentário de um interlocutor. Minha primeira atitude é:
Esperar o interlocutor terminar de falar e aí sim eu faço meus comentários;
Pedir uma pausa e fazer meus comentários em cima do que foi dito;
Esperar o melhor momento para fazer os meus comentários;
Fazer meus comentários prontamente;

2) Decido tudo porque tenho uma ótima capacidade de percepção e expressão:
Raramente;
Muitas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

3) O acionista principal não compareceu à reunião de apresentação do "Projeto" de sua responsabilidade. Qual a sua postura diante da ocorrência:
Tenta remarcar a reunião, entendendo que a participação dele é imprescindível;
Toca a reunião com os demais, lamentando a ausência do acionista;
Busca compreender a situação e solicita uma outra opinião antes de prosseguir;
Considera importante rever a continuidade da reunião;

4) Quando sou contrariado em alguma opinião de valor, costumo ter o seguinte comportamento:
Fico calado e não deixo transparecer para os demais que não gostei;
Procuro entender a opinião diferente e contesto com meus argumentos;
Procuro saber se mais pessoas na reunião pensam daquela maneira e aí sim coloco a minha opinião sobre o mesmo assunto;
Dificilmente sou contrariado em alguma opinião de valor;

5) Argumentos embasados na hora da negociação são fatores determinantes para o fechamento:
Raramente;
Muitas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

6) Se o interlocutor gesticula muito enquanto fala, tenho dificuldades de identificar o que está sendo dito:
Raramente;
Algumas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

7) É sua 1ª reunião com a equipe que aprovará seu Projeto. Um dos participantes demonstra total desinteresse no Projeto. Sua atitude primeira é de:
Pedir-lhe a atenção, já que é o único desinteressado;
Saber as razões do seu total desinteresse;
Convidá-lo de maneira educada a participar junto de sua equipe;
Desconsidero o desinteresse e prossigo na apresentação;

8) Demonstro entendimento sobre o que está sendo tratado através de sinais afirmativos:
Raramente;
Algumas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

9) Após uma apresentação de duas horas referente a um Projeto, não tenho certeza se todos os participantes compreenderam. Minha atitude é:
Solicitar aos participantes falarem dos tópicos para me certificar da compreensão;
Lançar algumas perguntas pertinentes ao assunto checando a compreensão;
Se ninguém tem perguntas é porque entenderam todo o Projeto;
Perguntar sobre os tópicos que considero mais difíceis de entendimento;

10) Gosto mais de Falar do que Ouvir:
Raramente;
Muitas Vezes;
Quase sempre;
Sempre;

11) Uma reunião é interrompida bruscamente, você estava expondo um Projeto de grande impacto para o negócio, como conduz:
Aproveito a interrupção e faço um momento de 'lazer';
Continuo a reunião após a interrupção sem falar no assunto;
Fico constrangido sem saber exatamente o que fazer;
Considero que meu tempo terminou;

12) Costumo me concentrar nos pontos principais da negociação e procuro anotar o que não compreendi:
Raramente;
Algumas vezes;
Quase sempre;
Sempre;

13) Se alguém conversa com você e não olha diretamente nos olhos fica com a impressão que:
O interlocutor pode ser mentiroso;
Ele certamente tem medo;
Ele pode ser tímido;
Nem penso sobre isto;

14) Gosto mais de fazer perguntas do que dar respostas:
Raramente;
Muitas Vezes;
Quase Sempre;
Sempre;

15) Quando os argumentos são mais importantes que os fatos:
Nunca;
Às Vezes;
Frequentemente;
Raramente;


Alog-::- Hospedado pela Alog Data Centers do Brasil -::- Data Center -::-  Hosting -::- Colocation -::- Servidores Dedicados -::- Mapa do Site -::- Alog